quarta-feira, 20 de agosto de 2008

O que não é...

Engraçado como o que Não É
Provoca sensações e lampejos
De algo que apenas deseja Ser...
Mas, posto que Não É
A compreensão simples disso
É que o que Não É
Pretende Ser e enganar o Ser
De que É aquilo que provado está que Não É
Mesmo causando em Mim
Aquilo que o que É pode causar,
Mas em Não Sendo não merece de Mim o que já fiz
E estranho É que o abandondonar o que Não É
Causa uma saudade que já Foi
Daquilo que se Fosse, bom teria Sido,
Mas essencialmente por Não Ser
Bom Não É...

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Olhos...

Verde.
Vida.
Mel.
Meu.
Verde Mel. São seus olhos.
Vida Mel nos seus olhos.
Meu Verde nos seus olhos.
Nos seus olhos? A Vida que eu quero pra mim...

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Incertezas... Certezas...

Algumas Incertezas podem ser Prazer...
Algumas Certezas podem ferir...
Já vi Incertezas serem celebradas,
Já vi Certezas serem odiadas.
E a Incerteza que sinto,
Não sei se é Calor ou Frio,
Só sei que faz você não passar despercebida...

Gutto